quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Pérola rara

Pérola rara
Me azara
Me ampara
Brilha e ilumina a minha cara

Me desnuda e desmascara
Coisa rara
Que na vida a nada se compara
Que ao lhe ver meu coração dispara
Bate forte
Espanta a morte e não para

Pérola rara
Que em chuvas salva-me em saara
Que em silêncios cala e tudo fala
Que trás do mar o que dele é jóia rara ...
Ahh...
Faz de mim o porto de sua tara
Tornando-me assim como você
Pérola rara!

Um comentário:

Lost disse...

Bom começo de blog, espero encontrar muitas excelentes poesias por aqui!

Beijo